sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Um dia volta para você!!!

video
Uma animação muito interessante da WWF - Brasil, que expressa perfeitamente o que está acontecendo com nosso planeta...

"Ah, falar sobre conscientização e divulgar um vídeo no blog é muito fácil, mas o que ele faz para ajudar o meio ambiente?", pergunta o leitor.
Boa pergunta... o que eu faço?
Aí vai o que eu faço e o que
você pode fazer para ajudar.

1.
Não jogo lixo no chão, fico segurando até encontrar uma lixeira. E que conste: faltam lixeiras, mas não custa nada colocar o papel no bolso ou segurar até a lixeira mais próxima. É o mínimo que você deve fazer. Em países desenvolvidos existe multa para quem jogar lixo no chão.
2. Mesmo não tendo coleta seletiva aqui onde moro, separo o lixo reciclável "limpo" (garrafas pet, latinhas, papéis, muitos papéis, plásticos, etc.) e não os coloco na lixeira. Armazeno-os separados até certo volume e ligo para a Secretaria de Cidadania e Assistência Social. Eles vêem e recolhem o material para reciclagem, gerando emprego e o lucro retorna para assitência social. Eu ajudo o meio ambiente.
Na sua cidade deve existir algum órgão parecido que faça a coleta de material para reciclagem, até mesmo algumas empresas privadas o fazem. Se os leitores daqui tomassem essa mesma atitude de separar o material para reciclar, quantos kg de lixo a menos por semana estariam indo para os lixões? Muitos, vejam só:
01 pessoa produz em média aproximadamente 600 gr (0,6 kg) de lixo por dia;
material reciclável representa (em peso) em torno de 40% (0,4) do total de lixo produzido;
Pense nisso!!!

domingo, 14 de novembro de 2010

Ciclo Sustentável Philips

Ciclo Sustentável Philips

Segunda-feira, Novembro 8th, 2010
Cada vez ampliando o programa Ciclo Sustentável, a Philips reforça seu compromisso com o meio ambiente e com a saúde. Pensar no ciclo dos seus produtos é uma maneira sustentável de contribuir com as gerações futuras.
A partir de novembro de 2010, lançamos o programa de logística reversa de Pilhas e Baterias, projeto inserido no programa Ciclo Sustentável Philips. A Philips disponibiliza diversos pontos de coleta pelo país, onde você pode encaminhar suas pilhas e baterias após seu fim de vida útil. As pilhas e baterias recolhidas em nossos pontos de coleta serão encaminhadas à destinação ambientalmente adequada.
Participamos também do programa de coleta de Pilhas e Baterias da ABINEE - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica. Para saber mais sobre os pontos de coleta de nossos parceiros e encontrar o ponto mais próximo de você, acesse o site www.gmcons.com.br.
Participe! =)

Saiba mais:
As pilhas e baterias são compostas por diversos materiais (como os metais) que garantem sua funcionalidade, como lítio, níquel, cobre, zindo, mercúrio, cádmio e chumbo. Esses componentes são nocivos ao meio ambiente, contaminando solo, água e, consequentemente, as pessoas. Hoje, com o avanço tecnológico, as pilhas e baterias de procedência reconhecida possuem baixos níveis de metais nocivos, ou muitas vezes só existem traços desses metais.
Mesmo assim, é muito importante que as pilhas e baterias usadas não sejam descartadas no lixo doméstico, e sim encaminhadas à destinação ambientalmente adequada.
Como participar?
Leve a um posto credenciado todas as pilhas e baterias usadas ou os aparelhos eletrônicos Philips que possuam pilhas e baterias em seu interior, após seu fim de vida.

O que mais fazer?
Além de participar do programa ciclo sustentável você pode praticar a sustentabilidade diariamente. Torne-se um agente multiplicador. Passe essa idéia adiante! Mostre às pessoas que é possível dar um destino ambientalmente correto às pilhas, baterias e aos aparelhos eletroeletrônicos que as utilizem.
Tá esperando o quê? Vamos ajudar nessa mobilização!

O que fazer com sua geladeira velha?

Quarta-feira, Novembro 3rd, 2010
O que fazer com tantas geladeiras jogadas fora diariamente? Foi pensando nisso que o artista alemão Ralf Schmerberg construiu no centro de Hamburgo, Alemanha.

O iglu, de 11 metros de largura, foi feito com 322 geladeiras. Todas as peças estão conectadas a um aparelho que mede o desperdício. O conceito é alertar que uma geladeira nova gasta metade da energia de uma antiga.
Mais uma vez a arte e meio ambiente andam juntos. =)
Fonte: Inhabitat

Jardins verticais

Segunda-feira, Novembro 1st, 2010
Como expandir áreas verdes numa cidade dominada por concreto e sem espaço?
Os espanhóis, perceberam a necessidade de ter mais áreas verdes em Madrid e começaram a plantar. Na falta de espaço, cresceram pra cima. O resultado são jardins verticais, que você pode ver no vídeo abaixo.
Boa idéia para as grandes metrópoles brasileiras.

Que tal dar corda ao seu Mouse?

Segunda-feira, Outubro 18th, 2010
Cada vez mais as pessoas estão aderindo à tecnologia wireless. Os fios já são dispensáveis e ninguém aguenta mais tê-los espalhados pela casa juntando poeira.
Pois é, a tecnologia wireless é mesmo ótima, mas tem consumido muita pilha. E a maioria das pessoas ainda usam as pilhas descartáveis. (quer pilhas recarregáveis?)
Que tal um mouse movido a corda?  O Sustail é carregado apenas pala força motora. Você poderá usar o aparelho até um sinal sonoro indicar que você precisará novamente fazer o seu trabalho. Interessante, não?

Use a tecnologia, mas sempre pense em reduzir ao máximo o seu impacto no meio ambiente. =)

Reaproveitamento de água da pia!

Quarta-feira, Setembro 8th, 2010

Feita de concreto polido, a Pia batizada de “Jardim Zen” possui um canal que reaproveita a água utilizada na lavagem das mãos para molhar a planta.
Foi criada pelo jovem designer Jean-Michel Montreal Gauvreau. A pia vem em cuba dupla ou modelo simples. Provavelmente você já se perguntou se a água cheia de sabão vai parar mesmo nas plantas. Fique tranquilo, uma peça no início do canal drena o líquido e só deixa água sem sabão escorrer até a planta. Você pode facilmente colocar uma mangueira e reaproveitar a água para outras ocasiões.
Simples e interessante, não?

Dançar dá mais energia?

Quarta-feira, Setembro 1st, 2010

As luzes e os sons de uma balada gastam uma quantia considerável de eletricidade, né?

Pensando nisso, o dono do Bar Surya, em Londres, refez o chão da pista de dança de seu estabelecimento e o revestiu com placas que, ao serem pressionadas pelos frequentadores do lugar, produzem corrente elétrica.
Essa energia é então usada para ajudar na carga elétrica necessária à casa. Andrew Charalambous, o visionário dono do bar, diz que a eletricidade produzida pela pista modificada representa 60% da necessidade energética do lugar.
Que outras ideias podemos ter a partir disso? Será que chegaremos ao ponto de ter este mecanismo  nas calçadas, por exemplo?

Um chuveiro que te expulsa do banho!

Domingo, Agosto 29th, 2010

O designer Tommaso Colia criou uma solução para aqueles que adoram ficar um tempão tomando uma ducha relaxante… o chuveiro Eco Drop possui círculos concêntricos como tapetes no chão, que vão crescendo enquanto o chuveiro está ligado. Após um tempo, a sensação fica tão incômoda que te força a sair do banho e, consequentemente, economizar água.
Cerca de 20% de toda energia gasta no lar vem da água quente utilizada no banho seis vezes mais do que a iluminação doméstica, por exemplo.
Tem que ter uma grande consciência ecológica para colocar isso em casa, né?

Empresa cria impressora que não usa tinta e nem papel

Sexta-feira, Agosto 27th, 2010
Quem disse que uma impressora precisa de tinta ou papel para funcionar?
Conheça a Impressora PrePean. Diferente das convencionais, ela utiliza uma peça térmica para fazer as impressões em folhas plásticas feitas especialmente para isso. Além de serem à prova dágua, elas podem ser facilmente apagadas.
É só colocá-las novamente na impressora que a próxima impressão ficará no lugar da anterior. A mágica faz com que apenas uma dessas folhas possa ser utilizada mil vezes.
Agora nos responda: você pensa duas vezes antes de imprimir alguma coisa?

Seria isso um barco-cozinha?

Quarta-feira, Agosto 18th, 2010

Localizada no Canadá, Vancouver, esta sala de jantar flutuante chama a atenção pela beleza, sofisticação e também pela curiosidade.
As pessoas se perguntam: como “isso” está boiando no meio da água? A resposta é simples e ecologicamente correta. Foram usadas cerca de 1700 garrafas PET para que o ambiente pudesse se sustentar em cima das águas.

Desenvolvida pelo escritório Good Weather, a sala de jantar é também um projeto acadêmico da Fish Foundation, organização que tem como objetivo formar novos chefs de cozinha que se preocupem com a pesca amiga do meio ambiente.
A cozinha-balsa pode acomodar cerca de 12 pessoas e abre todas as noites. Para a construção do piso, as garrafas foram arrumadas em fileiras e sobrepostas por um piso de madeira, o que garantiu a segurança do projeto.
Até setembro, os chefs da cozinha flutuante estarão ministrando um curso sobre vinhos. Para fazer parte do time seleto, o interessado terá que desembolsar cerca de R$400.
Fonte: EcoDesenvolvimento

sábado, 13 de novembro de 2010

PENSE NISSO...

Se tudo continuar como está, com a tendência de piorar, no futuro faltará água potável; terras livres de poluentes para o cultivo da agricultura serão difíceis de encontrar; e animais pertencentes à cadeia alimentar humana se extinguirão, fazendo com que o ser humano passe dificuldades que pode até causar uma crise mundial.
Se tudo for deixado para ser resolvido quando agravar a situação, como é o caso de muitos assuntos no Brasil e no mundo, onde é preciso que aconteça uma tragédia para haver conscientização, mais tarde, pode ser que não seja mais possível achar uma solução.  É importante refletir sobre o provérbio: "Somente quando for cortada a última árvore, pescado o último peixe e poluído o último rio, é que as pessoas vão perceber que
não podem comer dinheiro".   Por tudo isso, é importante que continue sendo realizadas campanhas ambientais que alertem e conscientizem as pessoas, que precisam dar valor para o ecossistema do qual fazem parte e valorizarem sua própria qualidade de vida e de seus futuros filhos e netos.